Home Digital Influencer Como saber se um Influenciador digital é bom para sua marca?
FacebookTwitterLinkedinWhatsappMessenger

Como saber se um Influenciador digital é bom para sua marca?

influenciador-digital-bom-para-sua-marca

Há não muito tempo atrás, impactar um grande número de pessoas era trabalho apenas para grandes agências, artistas e celebridades. Mas, esse poder se tornou mais democrático e os espaços na publicidade e nas redes sociais vêm sendo cada vez mais ocupados por influenciadores digitais.

De todos os nichos e alcances possíveis, os influenciadores digitais são pessoas autênticas, sempre conectadas com seus seguidores, com audiência engajada, que produz bom conteúdo e que gera valor ao assunto o qual aborda.

Muitas marcas têm apostado nos influenciadores para divulgarem seus produtos e serviços, mesmo que ainda seja algo relativamente novo, desafiador e sem fórmulas. Mas, a vantagem é que, fazer parcerias com essas pessoas possibilita a produção de conteúdo sobre qualquer assunto sem as formalidades editoriais e valores de um veículo tradicional.

Para trabalhar com influenciadores digitais, as marcas precisam compreender que a essência deste trabalho está no tom informal e personalizado. Enxergar o influenciador como uma pessoa que o seu público-alvo pode se identificar e se sentir próximo a ele, é a grande sacada.

Neste post vamos contar porque trabalhar com o influenciador digital pode ser uma ótima aposta para o seu negócio e como descobrir o ideal para uma parceria. Não deixe de ler até o final!

Qual é o poder do influenciador digital para as marcas?

Ter proximidade, interação e credibilidade perante a um público, que pode ser o ideal para o seu negócio.

Vou explicar!

As recomendações de influenciadores são a principal fonte de confiança das pessoas nas mídias sociais. Elas seguem os perfis que gostam muito e que trazem conteúdo que faz sentido para essas pessoas.

Vale lembrar que cada influenciador pode falar com um segmento diferente. E você, enquanto contratante, precisa saber qual deles vai se encaixar na divulgação do seu produto ou serviço.

Fazer parcerias com essa galera tem gerado muito resultado no mercado. Muitas marcas até preferem influenciadores digitais às celebridades para divulgarem seus produtos.

A Collective Bias, empresa americana de marketing de influenciadores, realizou uma pesquisa com quase 14 mil pessoas, e descobriu que 30% dos consumidores têm maior probabilidade de comprar um produto divulgado por um influenciador digital que não seja uma celebridade, do que divulgado por uma celebridade.

Você imagina por que isso acontece?

Todo mundo sabe que celebridades são pagas para fazer propaganda, não importa de qual produto. Por outro lado, influenciadores falam mais sobre o que eles usam, confiam e se conectam verdadeiramente com seu estilo de vida.

Como os influenciadores interagem e ouvem os seguidores, eles têm uma conexão próxima e verdadeira. Portanto, isso torna o que influenciador anuncia algo totalmente alcançável.

Por que negócios devem contar com influenciadores?

Porque isso ajuda a sua marca crescer com alguém que representa seus valores e é fácil medir o retorno do seu investimento.

Gerar conteúdo de forma rápida e orgânica às vezes pode ser muito difícil, e o influenciador pode ajudar muito o seu negócio à alavancar a sua estratégia de marketing, pois ele está muito próximo do cliente.

E vamos combinar que a forma de consumir mudou muito, né? As pessoas estão confiando mais em um rosto e uma voz que falam daquela marca específica, isso faz com que o público fique mais conectado com o produto em uso.

Qualquer empresa pode contratar influenciadores?

Qualquer uma pode! Desde que você saiba o seu objetivo. Ele pode ser vender mais, ter mais seguidores, promover um evento ou cupom de desconto.

É importante também saber qual é o público. Por exemplo: se você tem um negócio local como um restaurante, tem que contar com um influenciador da área. Mas é preciso investir! O influenciador é como um canal para anunciar.

Como encontrar o influenciador ideal?

Encontrar o perfil ideal e que represente bem os valores do seu negócio não é uma tarefa fácil. É importante que os profissionais de marketing compreendam que os influenciadores devem estar alinhados ao seu produto ou serviço.

Conteúdos para Instagram, Youtube, Facebook e Twitter pedem estratégias diferentes.

E lembre-se, mais importe que os números, é a qualidade do conteúdo que o influenciador produz.

Para essa “caça ao influenciador ideal” é fundamental analisar alguns pontos:

Verifique se ele atende aos interesses da sua audiência

Para isso, você vai precisar descobrir quais os conteúdos o influenciador em potencial produz e se é o que a sua audiência gostaria.

Veja em qual nicho ele se insere

Se o seu produto é de beleza, não dá pra chamar alguém da área de finanças, né? Tem escolher aquela pessoa que sempre faz postagens sobre o tema, mostra o seu dia-a-dia, o que faz, o que usa ou se é uma autoridade naquele assunto.

Olhe o número de seguidores e se eles são reais

Nada fazer parcerias com influenciadores que têm seguidores comprados! Isso pode ser muito ruim para a imagem da empresa, pois não gera nenhuma interação e não agrega em nada às suas vendas. 

Avalie o engajamento das postagens

É claro que se o influenciador tiver um grande audiência, é ótimo para tentar alcançar o maior número de pessoas. Mas, isso não quer dizer que ela engaje com todas elas. Fique atento ao engajamento das postagens, aos comentários e curtida e se ele tem algum tipo de rejeição.

Uma boa forma de mensurar o engajamento do influenciador é fazendo uma conta simples: dividir o número de curtidas e comentários pelo número de seguidores.

Por exemplo: Se em um post teve 350 curtidas e 70 comentários e o número de seguidores do perfil é de 15 mil pessoas: 350 + 70 = 420/15 mil = 2,8% de engajamento em um post.

Confira se ele é autêntico

Entre dois influenciadores de audiências parecidas, qual você escolheria?

O influenciador tem que ser original! Copiar um outro influenciador não adianta. Trazer um viés diferente de um certo nicho sempre é algo bem visto.

Analise as imagens e vídeos que ele posta

Para atuar no digital, tem que ter conteúdo interessante e relevante. Confira a biografia, veja se as imagens e vídeos são bonitos e valem a pena.

Seja cuidadoso na hora de verificar o conteúdo postado, principalmente os antigos. Muitas pessoas podem ter postado algo que não correspondem com o valor da sua marca no passado, e na Internet a gente já sabe: tudo pode vir à tona e acabar com a sua campanha.

Pesquise tudo o que o influenciador já postou, seu histórico, busque por palavras-chave que podem trazer algum problema para a sua marca.  

Confira com quais marcas ele trabalha atualmente

Verifique quais são as marcas que o influenciador que você pretende trabalhar, se ele já teve alguma parceria e como ele tem feito as publicações. Isso pode te ajudar a avaliar se faz sentido ou não entrar em contato com aquela pessoa.

Quanto pagar para o influenciador?

Calcular quanto pagar ainda é um grande desafio, porque muitas empresas ainda estão tentando entender como é trabalhar com influenciadores, se estão oferecendo demais ou se o orçamento daquele influenciador é muito alto.

Aqui no Brasil, dificilmente encontramos alguém que cobre menos que R$ 2 mil por campanha. Caso contrate uma agência, o valor mínimo é de R$10 mil.

Mas, para chegar a um valor, não existe uma receita pronta. Existem alguns pontos a serem considerados e que afetam o preço:

  1. Tipo de plataforma usada
  2. Número de seguidores
  3. Engajamento
  4. Tipo de produto
  5. Agências
  6. Tipo de campanha

Vamos explicar cada um deles.

  1. Cada canal tem um preço diferente. Instagram e Youtube por exemplo, são as redes mais caras, pois são as mais utilizadas e de maior engajamento.
  2. Como já falamos, seguidores comprados não estão com nada. Mas, quem tem mais seguidores, em princípio, atinge o maior número de pessoas. Para te ajudar a conferir se o alcance está coerente, peça as métricas do influenciador.
  3. Quanto mais alta a taxa de engajamento do influenciador, maior será o investimento, pois a possibilidade de tornar as campanhas efetivas é mais alta.
  4. Quanto mais caro o produto, mais caro será o valor cobrado. O preço da divulgação de uma bolsa de luxo com certeza não será o mesmo que um biscoito, por exemplo.
  5. Influenciadores que são agenciados são mais caros, pois existe a taxa de lucro em cima do valor cobrado pelo influenciador.
  6. Esse aspecto pode variar de acordo com o seu objetivo e do seu combinado com o influenciador. Quanto mais postagens, mais caro fica.

Vale pontuar também que existem vários tipos de influenciadores, das grandes celebridades até mesmo os próprios funcionários da empresa.  

E aí, já começou a pensar na sua parceria com um influenciador digital? Conta pra gente!

Você também pode gostar

Deixe um Comentário