Home Digital Influencer Virgínia Fonseca e os R$14,90! O que não te contaram sobre o Melhores Amigos pago
FacebookTwitterLinkedinWhatsappMessenger

Virgínia Fonseca e os R$14,90! O que não te contaram sobre o Melhores Amigos pago

Nas últimas 24 horas um dos assuntos mais comentados do Twitter Brasil foi o “14,90”. Entenda a polêmica por trás do valor cobrado pela influencer Virgínia para fazer parte da sua lista de Melhores Amigos do Instagram.

Virginia Fonseca é uma influenciadora digital com mais de 4,7 milhões de seguidores no Instagram. Por meio dos stories Virgínia Fonseca anunciou que a partir da próxima semana cobrará o valor de R$ 14,90 para que um grupo seleto de seguidores tenham acesso aos conteúdos do recurso Melhores Amigos, ou Close Friends, do Instagram. 

Segundo Virgínia, em seu Melhores Amigos ela abordará assuntos como dicas de treino, alimentação, roupa, make, cabelo, produtos, como bombar no Insta, crescer no YouTube entre outros. 

Mas existe algum problema nisso? Por que o assunto gerou tanta repercussão? Continue lendo este artigo para entender mais sobre o assunto. 

 

Afinal, o que é o Melhores Amigos do Instagram? 

Lançada em novembro de 2018, a funcionalidade “Melhores Amigos” permite ao dono de um perfil no Instagram enviar stories selecionados para uma lista seleta de seguidores, os amigos “mais próximos”. 

Essa funcionalidade nasceu em virtude do próprio Facebook que os usuários (principalmente adolescentes) estavam criando perfis privados para compartilhar momentos mais pessoais de suas vidas, como momentos com amigos, família, ou balada, por exemplo. 

Percebendo este movimento, a rede social do Mark Zuckerberg decidiu criar o Close Friends, em português Melhores Amigos. A partir daí, qualquer usuário do Instagram passou a ter a possibilidade de enviar os stories privados para uma lista exclusiva de amigos. 

 

Por que a Virgínia está cobrando 14,90 pelo seu Melhores Amigos?

Os influencers buscam a cada dia encontrar novas formas de criar novas fontes de renda para além de compartilharem o conteúdo com seus seguidores, conseguirem monetizar sua influência

Não é a toa que o YouTube por exemplo, lançou o Channel Memberships (ou  Clubes dos canais), para contas qualificadas com 10 ou 100 mil inscritos. Desta forma, criadores conseguem cobrar um valor mensal ao seus fãs, e permitem um envolvimento maior com eles. Como contrapartida, os seguidores recebem selos, emojis e acesso a benefícios do creator. 

Em reportagem publicada pelo The Atlantic, outras formas de monetização foram citadas, como por exemplo, os influencers que usam plataformas de crowdfunding como Patreon (que realiza cobranças mensais) para incluir seguidores no Melhores Amigos. 

O objetivo de cobrar o para se ter acesso ao Melhores Amigos de forma paga é um só: proporcionar aos seguidores seletos um conteúdo diferenciado e altamente exclusivo do que é oferecido aos demais seguidores. 

Isso quer dizer que o creator, especialista ou celebridade deixará de produzir stories “normais”? Claro que não. Porém, os stories para Melhores Amigos serão bem mais elaborados e ofereceram uma experiência mais íntima e pessoal com o dono do perfil. 

No caso da Virgínia, ela já deixou claro que não deixará de postar nos stories e no feed os conteúdos que ela já posta com frequência. Contudo, trabalhará o triplo para fazer conteúdos melhores para quem estiver no grupo exclusivo de seguidores. 

 

E essa moda de Melhores Amigos pago, pega?

Ouso em lhe informar que ela já pegou. 

Quando falamos em criação de comunidades online o Melhores Amigos é tido como uma das principais ferramentas para promover essa proximidade e relacionamento com um grupo que deseja saber mais sobre um produto, serviço ou até mesmo, estilo de vida, como é caso da Virgínia. 

No Brasil são vários influencers e especialistas usando esta estratégia de monetização. 

Quer alguns exemplos? Vamos lá!

 

André Pili (@andre_pilli)

Se o assunto é criação de conteúdo audiovisual Pilli é um dos maiores especialistas que existem no Brasil. 

Sua paixão por por fotografia e cinema fez com que ele deixasse a faculdade de Direito, e mergulhasse de cabeça no mundo da comunicação. Por este motivo, cursou Marketing na ESPM, Stanford e NYU.

Não é atoa que André Pilli ganhou o prêmio do My Rode Reel, maior competição de curta-metragem do mundo, com o curta “Edição” em 2015. Foram mais de 100 mil votos. 

Atualmente Pilli compartilha por meio do seu Melhores Amigos pago, dicas e conteúdos sobre fotografia e produção de conteúdo em vídeo para web. O sucesso foi tão grande que já formam duas turmas de Melhores Amigos abertas após a versão beta.

 

Luciana Levy (@lu.levy)

A Lu Levy é especialista em marketing digital no Instagram e se divide entre São Paulo e Nova Iorque. 

Por meio do Clube dos Melhores Amigos (nome dado ao seu Melhores Amigos) Lu Levy compartilha os assuntos que são tendências e novidades na redes social com seus seguidores mais próximos. 

O grande diferencial do seu clube seleto é que não importa o momento ou situação, ela para tudo que está fazendo para atualizar em primeira mão, os seguidores que pagam para ter acesso ao conteúdo exclusivo. Isso faz com que as pessoas que estão desembolsando um valor para acessar os stories de Melhores Amigos sintam-se de fato privilegiadas e pertencentes a comunidade do Clube dos Melhores Amigos. 

 

Lucas Estevam (@estevampelomundo)

Quem nunca quis viajar mais? Para ajudar as pessoas que tem esse objetivo que o empreendedor Lucas Estevam criou o seu Melhores Amigos pago. 

Lucas que já visitou mais de 70 países aproveita o Melhores Amigos do Instagram para vender conteúdo sobre o pilar principal da sua mentoria e infoproduto: como viver de viagens pelo mundo.

Usando os gatilhos de autopromoção e escassez no lançamento de seus stories pago, onde quem o mencionasse nas primeiras 24hs após o lançamento teria 50% de desconto, Lucas hoje tem uma base de mais de 130 seguidores próximos.  

Usar o Melhores Amigos do Instagram seja de forma gratuita ou paga para disseminar conteúdo é uma tendência fortíssima para os próximos anos. Como você pode ver, já existem pessoas fazendo isso. Acredito fortemente que o próximo nível é a adesão de marcas. 

Quer saber mais sobre como usar o Close Friends para monetizar um perfil no Instagram? Acesse nosso site e fique por dentro desta novidade

 

Você também pode gostar

Deixe um Comentário